100 perguntas e respostas sobre o Enem 2012

21/01/2013 20:48

Parte 1 - O exame.

 

 

 


Respondemos as perguntas mais frequentes enviadas pelos nossos leitores para que não reste nenhuma dúvida em relação ao maior vestibular do país. As informações foram obtidas por meio dos canais oficiais do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep) e do Ministério da Educação (MEC).

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) será realizado nos dias 3 e 4 de novembro, em todas as Unidades da Federação. Serão quatro provas objetivas, cada uma com 45 questões de múltipla escolha, e uma redação.

1. O que é o Enem?
O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) foi criado pelo Ministério da Educação (MEC) para avaliar o desempenho dos estudantes ao final do ensino médio. O Enem é usado desde então como alternativa ou complemento dos vestibulares por muitas universidades brasileiras. 

- Saiba tudo sobre o Enem

2. Para que serve o Enem?
O principal objetivo do Enem é a avaliação do desempenho dos alunos que estão terminando o Ensino Médio. Isso permite o acompanhamento da qualidade do ensino no país e a implementação de políticas públicas.

Para os estudantes, o Enem pode servir como vestibular para muitas instituições de Ensino Superior públicas ou privadas. Atualmente, mais de mil faculdades fazem usam o Enem em seus processos seletivos. 

Desde 2004, o exame também é porta de entrada para o Programa Universidade para Todos (ProUni), do governo federal, que distribui bolsas de estudo em faculdades particulares. Em 2010 a participação no Enem também se tornou obrigatória para pedir o Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior (Fies). 

Também é possível, desde 2009, entrar em universidades federais por meio do Sistema de Seleção Unificada (Sisu), que usa o Enem como prova. O exame também ganhou a função de servir como prova de conclusão de Ensino Médio para maiores de 18 anos, no lugar no antigo Exame Nacional para a Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Enceeja).

3. Quando o Enem foi criado?
Em 1998, como uma prova para diagnosticar a qualidade do Ensino Médio no país. Em 2009, ele ganhou a nova função de selecionar ingressantes em cursos superiores.

4. O que é o edital do Enem?
É um informativo oficial elaborado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep) com as regras, detalhes e orientações para a prova. O edital do Enem deste ano foi publicado em maio no Diário Oficial da União e pode ser lido na íntegra aqui.

5. O Enem ocorre quantas vezes por ano?
O Enem ocorre apenas uma vez ao ano. No entanto, de acordo com a presidente Dilma Rousseff, o exame deve ocorrer duas vezes ao ano a partir de 2013.

6. Qual a data do Enem 2012?
Dias 3 e 4 de novembro.

7. O Enem é obrigatório?
Não.

8. O Enem é pago?
Para os inscritos pagantes a taxa é de R$ 35,00 (trinta e cinco reais). Todos aqueles que estiverem concluindo o ensino médio em 2012 em escola pública são automaticamente isentos. Nos demais casos, o participante pode pleitear isenção de taxa declarando-se pertencente a família de baixa renda.

9. Como é a prova do Enem?
O exame é composto de 180 questões de múltipla escolha, divididas em quatro partes, e uma redação. Cada parte da prova possuí 45 questões de: 

- linguagens e códigos, em que são cobrados conhecimentos de língua portuguesa, literatura e língua estrangeira (inglês ou espanhol);

- ciências humanas, que aborda questões de geografia, história, filosofia e sociologia;

- ciências danatureza, que traz perguntas sobre biologia, química e física;

- matemática.

10. Existe idade mínima para fazer o Enem?
Não, mas o MEC aconselha que os estudantes que estejam concluindo o Ensino Médio façam a prova. 

11. Existe prova online do Enem?
Não.

12. Devo fazer Enem para passar no vestibular?
Confira como a faculdade a que você vai se candidatar usa a nota do Enem (essa informação geralmente está nos manuais do candidato). Se a instituição substituiu completamente o vestibular pelo Enem (como as participantes do Sisu) você precisa fazer o exame obrigatoriamente para se candidatar. Se você quer concorrer a bolsas do ProUni, o Enem também é obrigatório.

Além disso, há instituições que permitem escolher entre fazer o processo seletivo tradicional ou o Enem para se candidatar a uma vaga. Há ainda instituições que trocam apenas a primeira fase pelo exame  e há outras que usam a nota da prova como bônus na nota final do vestibular.

13. Faculdades privadas usam o Enem como processo seletivo?
Algumas faculdades privadas utilizam o Enem em seus processos seletivos. Para saber quais, acesse o site do GUIA

14. Quais faculdades aceitam o Enem como processo seletivo?
Para saber todas as faculdades que aceitam o Enem como processo seletivo, acesse o site do GUIA

15. Qual a relação entre o Enem e o ProUni?
Só pode se candidatar ao ProUni quem fez Enem. As bolsas do programa são distribuídas conforme as notas obtidas pelos estudantes no Exame Nacional do Ensino Médio e estudantes com melhores notas têm mais chances de conseguir a bolsa em sua primeira opção de curso e instituição.

Mas não basta fazer o Enem para se candidatar a uma bolsa do ProUni. Além de ter a nota mínima no Enem, para conseguir a bolsa do ProUni o estudante precisa: 1) ter renda familiar, por pessoa, de até três salários mínimos; 2) ter cursado todo o Ensino Médio em escola pública ou ter cursado parte ou todo o Ensino Médio em escola privada com bolsa integral. Atenção: quem não satisfaz os critérios de renda e estudo em escola pública pode se candidatar ao ProUni se tiver deficiência ou for professor da rede pública de Ensino Básico - em efetivo exercício do magistério, integrando o quadro permanente da instituição e concorrendo a vagas em cursos de licenciatura, normal superior ou pedagogia.

- Para mais informações, consulte o site do ProUni.

16. Qual a relação do Enem com o Sisu?
Para se candidatar aos cursos que aderiram ao Sisu, o candidato precisa ter feito Enem. Para poder se inscrever em algum curso pelo Sisu, o candidato precisa, antes de mais nada, informar o número de inscrição e a senha cadastrada no Enem. A seleção pelo Sistema de Seleção Unificada é feita com com base nas notas do Enem.

17. Terminei o Ensino Médio há mais de um ano. Ainda posso fazer o Enem?
Sim.

18. Faço 18 anos poucos dias após o término das inscrições. Posso fazer o Enem como documento de conclusão do Ensino Médio?
Sim. É preciso apenas que você complete os 18 anos antes do dia 3 de novembro de 2012, quando se iniciam as provas.

19. Fiz o Enem no ano passado e vou fazer novamente neste ano. O local de prova será diferente?
O local de prova é gerado de acordo com a quantidade de pessoas que se inscrevem e a proximidade do endereço do candidato. Por isso, poderá variar de ano para ano. Fique atento ao local de prova. O Inep envia aos candidatos uma carta com os dados do candidato e informações sobre o endereço da prova semanas antes do exame. Também é possível consultar pelo site do Inep.  

20. Quais os livros literários que caem no Enem?
O Enem não cobra obras literárias específicas. O estudante deve estar atento ao conteúdo programático do Ensino Médio para a área de Linguagens, Códigos e suas Tecnologias, que pode ser encontrado aqui

21. Não concluí o Ensino Fundamental. Posso fazer o Enem?
Sim, mas não poderá pedir o exame de conclusão do Ensino Médio ou pleitear uma vaga pelo Sisu. 

22. Já entrei na faculdade. Mesmo assim posso fazer o Enem?
Sim. O Enem é um exame voluntário e qualquer candidato pode participar, de qualquer idade, sexo ou escolaridade.

23. Estudei em escola particular. Posso fazer o Enem?
Sim.

24. Que tipo de redação cai no Enem?
A redação utilizada no Enem é do tipo dissertativa-argumentativa. 

25. Quando ocorreram as inscrições para o Enem 2012?
As inscrições ficaram abertas de 28 de maio (a partir das 10h) a 15 de junho (até as 23h59).

26. Curso o 1º ano ou o 2º ano do Ensino Médio. Posso fazer o Enem?
Sim.

27. Sou bolsista do ProUni. Posso prestar o Enem e concorrer a uma nova vaga?
Sim, mas ao solicitar uma nova bolsa do ProUni, em um curso diferente, a primeira bolsa é automaticamente cancelada.

28. Quem pegou o certificado do Ensino Médio do Enem pode se inscrever no ProUni?
Sim.

29. O Enem serve para pós-graduação?
Não.

30. O que mudou nas redações do Enem?
Agora a redação é corrigida por dois especialistas, de forma independente, sem que um conheça a nota atribuída pelo outro. Cada corretor atribuirá uma nota entre 0 (zero) e 200 (duzentos) pontos para cada uma das cinco competências totalizando 1000 (mil) pontos. A nota final corresponde à média aritmética simples das notas atribuídas pelos dois corretores. Caso ocorra uma diferença de 200 pontos ou mais entre as duas notas totais (numa escala de 0 a 1000) ou se a diferença de suas notas em qualquer uma das competências for superior a oitenta (80) pontos (numa escala de 0 a 200), a redação passará por uma terceira correção. A nota atribuída pelo terceiro corretor substitui a nota dos demais corretores. Caso o terceiro corretor apresente discrepância com os outros dois corretores, haverá novo recurso de ofício e a redação será corrigida por uma banca composta por três corretores que atribuirá a nota final ao participante.

31. Posso usar a nota do Enem para fazer um curso técnico?
Não. Ela vale apenas para cursos superiores ou para obter o certificado de conclusão do Ensino Médio.

32. Posso fazer o Enem várias vezes?
Sim. Não existe um limite para a participação de uma pessoa no exame. Todo ano as inscrições para o Enem são abertas. Basta que você se inscreva e pague a taxa de inscrição para participar novamente da prova.

33. Posso fazer mais de uma faculdade pelo Enem?
O Enem, por si só, não dá acesso ao ensino superior. Ele é uma prova criada pelo Ministério da Educação (MEC) avaliar o conhecimento dos alunos que encerram o Ensino Médio. No entanto, o Enem permite que o estudante se inscreva:

- No Programa Universidade para Todos (ProUni) para concorrer a bolsas de estudo no ensino superior privado;

- No Sistema de Seleção Unificada (Sisu), no qual o aluno pode concorrer a vagas na maioria das universidades federais do Brasil;

- Em universidades públicas e privadas que aplicam seus próprios vestibulares, mas usam a prova do Enem como nota total ou parcial da seleção.

Se você já tem uma universidade em mente, entre em contato com a instituição para perguntar se o Enem é usado no vestibular. Para concorrer às vagas das federais pelo Sisu e às do ProUni, fique de olho no site do Guia do Estudante. 

34. Posso ingressar em um curso de outro Estado com a nota do Enem?
Sim. Por meio do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) e do Programa Universidade para Todos (ProUni), é possível concorrer a vagas em outros Estados.

35. Como me inscrever em uma universidade que usa a nota do Enem em vez de vestibular próprio?
É preciso entrar em contato com a própria universidade para saber como funciona o processo seletivo da instituição. Cada universidade pode adotar meio diferentes de seleção. Acesse o site da universidade ou ligue para a central de atendimento aos alunos da faculdade.

36. Como me preparar para o Enem?
Conhecer bem a prova - através de simulados -, manter-se atualizado - com a leitura de jornais, revistas e acompanhando noticiários - e treinar muita redação é a melhor forma de se preparar para o Enem.

37. O que estudar para o Enem?
No site do Guia do Estudante você encontra muitos materiais para estudar para o Enem. Você pode descobrir quais assuntos são mais cobrados na prova, ler os resumos das matérias, fazer simulados e de quebra ainda se divertir com jogos multimídia.

 

38. Como são feitas as inscrições para o Enem?
Exclusivamente via Internet, neste link.  Elas foram realizadas entre os dias 28 de maio de 2012 e 15 de junho. 

39. Qual o valor da taxa de inscrição?
Para os inscritos pagantes a taxa é de R$ 35,00 (trinta e cinco reais). 

40. O Enem pode ser pago pela internet?
Não, apenas por meio de boleto gerado no ato de inscrição. O boleto pode ser reimpresso durante todo o período de inscrições e deve ser pago até o dia 20/6/2012. Caso contrário, a inscrição não será efetivada.

41. Onde posso pagar a taxa de inscrição do Enem?
A taxa de inscrição do Enem pode ser paga em qualquer agência do Banco do Brasil.

42. Vou receber algum e-mail de confirmação da inscrição?
Não. O comprovante da inscrição do participante estará disponível no site do Enem, sendo de responsabilidade exclusiva do participante acompanhar a situação de sua inscrição.

43. Quando chega o cartão de confirmação de inscrição do Enem 2012?
O cartão de confirmação de inscrição do Enem 2012 será enviado para a casa de todos os candidatos inscritos a partir de 10 de outubro. A previsão é que todos os cartões cheguem até o final do mês. Será possível também acessar o documento online, informando os dados de cadastro no site do Enem. Caso tenha alguma dúvida, entre em contato com o Ministério da Educação 0800 61 61 61.

44. Quem ainda não tem CPF pode colocar o do pai ou da mãe na inscrição do Enem?
O documento deve ser o da própria pessoa. Não serão aceitos documentos de terceiros. Se você ainda não tem CPF, faça o pedido do documento nas agências do Banco do Brasil, da Caixa Econômica Federal ou dos Correios.

45. Se eu me inscrever no 2º ano, também poderei me inscrever no 3º ano do Ensino Médio?
Sim. A pessoa pode fazer a prova em qualquer ano. Se estiver concluindo o 3º ano em escola pública também estará isenta de taxa de inscrição.

46. Como proceder quando a escola em que eu estudo aparece como "não encontrada" durante a inscrição do Enem?
A informação sobre o nome da escola é solicitada quando o candidato informa que é "concluinte" e estuda em escola pública. Nesse caso, para pedir a isenção de taxa do exame, é solicitado o código da escola, que deve estar cadastrada no Censo Escolar do Ministério da Educação. Quem fornece esse código é a própria escola e basta que o aluno solicite à secretaria da instituição de ensino. Se mesmo após colocar o código você não conseguir localizar a escola, confirme o número com a instituição e tente novamente. Se o problema persistir, entre em contato com atendimento do MEC no telefone 0800-616161.

47. Posso editar algum dado após concluir a inscrição? 
Poderão ser editados após a inscrição apenas dados como data de nascimento, opção de prova de língua estrangeira, endereço ou a opção de certificação de Ensino Médio via Enem. Dados como CPF não poderão ser alterados. Por isso é importante checar todas as informações antes de prosseguir com a inscrição. Para fazer alterações, entre com seus dados no site do Enem e clique em "Alterar dados".

48. Posso cancelar minha inscrição do Enem?
Não há como cancelar a inscrição pelo site. Se desistir de realizar o exame antes de pagar a inscrição, basta não efetuar o pagamento da taxa e você estará automaticamente fora da prova. Se já tiver pagado a taxa, você poderá não comparecer à prova, porém, não há devolução do valor.

49. Quem fez Enem no ano passado precisa fazer o mesmo procedimento na inscrição desse ano?
Se o Enem for usado para ingresso em uma instituição de ensino superior, você deve verificar com a própria faculdade se ela aceita inscrição com a nota do Enem realizado em anos anteriores.

50. Estou internado em um hospital. Poderei fazer o Enem?
Sim, desde que você informe sobre isso no ato da inscrição. O participante nessa situação deverá dispor dos documentos comprobatórios, que poderão ser solicitados pelo Inep a qualquer momento. Mas isso só vale para candidatos que recebam formalmente aulas na condição de estudante internado para tratamento de saúde. Não vale para candidatos que, na data da prova, estejam internados para realizar partos, cirurgias ou tratamentos médicos.

51. O participante deverá manter o número da senha gerada no ato de inscrição?
Sim, o número de inscrição e a senha deverão ser mantidos sob guarda do participante e são indispensáveis para o acompanhamento do processo de inscrição, para a obtenção dos resultados individuais via Internet e para a inscrição em programas de acesso ao ensino superior, programas de bolsa de estudos e de financiamento estudantil, entre outros programas do Ministério da Educação. A senha de acesso ao sistema é pessoal, intransferível e de inteira responsabilidade do participante.

52. Em caso de perda, como o participante fará para recuperar a senha? 
A recuperação da senha será feita neste link e será encaminhada por e-mail ou SMS, informados pelo próprio participante no momento da inscrição. O participante deverá informar o número de seu CPF e sua data de nascimento.

53. Quem pode pedir isenção da taxa de inscrição?
Todos aqueles que estiverem concluindo o ensino médio em 2012 em escola pública são automaticamente isentos. Nos demais casos, o participante pode pleitear isenção de taxa declarando-se pertencente a família de baixa renda. O pedido de isenção do pagamento da taxa só pode ser solicitado por meio do sistema de inscrição.

54. A declaração de carência do Enem pode ser rejeitada?
Se a pessoa que pedir a declaração de carência não se enquadrar nas especificações do Enem (conclusão do Ensino Médio em escola pública e/ou pertencente a família de baixa renda), ela poderá ser rejeitada.

55. Quando eu for me inscrever para o Enem preciso colocar para que quero a nota?
Sim. Ao fazer isso o Ministério da Educação (MEC) consegue especificar o uso da nota do Enem de cada inscrito. Isso é importante porque há estudantes que usam a nota para o acesso ao Sisu, enquanto outros usam para conseguir o certificado do Ensino Médio, entre outras aplicações. 

56. Por que o Enem quer saber se eu guardo os sábados por motivos religiosos? 
Porque as pessoas que são sabatistas poderão fazer a prova em um horário diferenciado. Mas, para tanto, é indispensável que solicite esse atendimento específico no ato de inscrição,.

57. Treineiros precisam pagar a taxa de inscrição?
Sim.

58. Posso escolher entre inglês e espanhol na prova do Enem?
Sim. A escolha deve ser feita na hora da inscrição. 

59. Quando será informado o local de prova do Enem 2012?
Os locais de aplicação serão informados no cartão de confirmação da inscrição, disponíveis a partir de 10 de outubro, e na página de acompanhamento da inscrição do Enem, no site do Enem. O participante escolhe o município onde deseja realizar sua prova, no ato da inscrição.

 

60. Quando será cada prova e qual sua duração?
No primeiro dia (3 de novembro), serão realizadas as provas de Ciências Humanas e suas Tecnologias e de Ciências da Natureza e suas Tecnologias, com duração de 4 horas e 30 minutos, contadas a partir da autorização do aplicador. No segundo dia (4 de novembro), serão realizadas as provas de Linguagens, Códigos e suas Tecnologias, Redação e Matemática e suas Tecnologias, com duração de 5 horas e 30 minutos.

61. Preciso levar o cartão de confirmação impresso no dia da prova do Enem?
É recomendável, mas não obrigatório.

62. Preciso apresentar quais documentos na prova do Enem?
É necessário apresentar um documento original com foto, que pode ser: Cédula de identidade (RG); a Carteira de Trabalho e Previdência Social; o Certificado de Reservista; o Passaporte e a Carteira Nacional de Habilitação com fotografia.

63. Posso levar certidão de nascimento ou cópia autenticada do RG?
Não serão aceitos em hipótese alguma Certidão de Nascimento, Certidão de Casamento, Título Eleitoral, Carteira Nacional de Habilitação em modelo anterior à Lei nº 9.503/97, Carteira de Estudante, crachás e identidade funcional de natureza privada, nem documentos ilegíveis, não identificáveis e/ou danificados, ou, ainda, cópia de documentos, mesmo que autenticadas.

64. Perdi minha identidade/ RG. Posso fazer o Enem 2012?
Nessas situações, o participante poderá fazer a prova desde que apresente o Boletim de Ocorrência expedido por órgão policial e emitido há, no máximo, 90 (noventa) dias da data de realização das provas e seja feita a identificação especial, com a coleta de dados e assinatura em formulário próprio.

65. Posso usar calculadora na prova?
Não. O participante não pode, sob pena de eliminação, portar quaisquer dispositivos eletrônicos, o que inclui calculadoras, agendas eletrônicas ou similares, telefones celulares, smartphones, tablets, ipods, pen drives, mp3 ou similar, gravadores, relógios, alarmes de qualquer espécie ou qualquer receptor ou transmissor de dados e mensagens. 

66. Posso levar comida para a prova do Enem?
Sim. 

67. Posso faltar ao trabalho para fazer o Enem?
Não ir ao trabalho para prestar exames de vestibular é considerado pela CLT (Consolidação das Leis do Trabalho) uma falta justificada, que não deve ser descontada do salário – desde que a pessoa apresente um comprovante ao setor de recursos humanos da empresa. O documento pode ser a ficha de inscrição do vestibulando carimbada ou assinada pelos fiscais de sala no dia da prova. Como o Enem tem sido usado como vestibular em muitas instituições, em tese ele se enquadraria nisso. De qualquer forma, não deixe de conversar com seu chefe antes. 

68. Que tipo de caneta pode ser usada no dia da prova?
Apenas caneta esferográfica de tinta preta, fabricada em material transparente.

69. Onde devo guardar meu celular ou qualquer outro eletrônico no dia da prova?
O participante receberá um porta–objetos com lacre para guardar aparelhos e outros materiais. Ele deverá ficar embaixo da cadeira até o final das provas e só poderá ser aberto quando o participante deixar o local, sob pena de eliminação.

70. Quando o participante poderá deixar o local do Exame?
Somente após duas horas do início das provas, sob pena de eliminação.

71. Em que momento o participante poderá levar o Caderno de Questões?
Somente nos últimos 30 minutos antes do término das provas, sob pena de eliminação.

72. Posso fazer a prova do Enem em outra cidade?
O participante escolhe o município onde deseja realizar sua prova, no ato da inscrição. Depois que os locais são definidos, o edital não prevê alteração dos locais de prova.

73. Posso fazer a redação do Enem com letra de forma?
Sim. O edital e o guia de redação não apresentam nenhuma restrição quando a isso. 

74. Posso usar qualquer roupa para fazer o Enem?
O edital só apresenta restrições quanto ao uso de óculos escuros e artigos de chapelaria, como boné, chapéu, viseira, gorro e similares, que são todos proibidos.

75. Como será a prova para quem guarda os sábados por motivos religiosos? 
A pessoa deverá ingressar no local de prova no mesmo horário de todos os participantes – entre 12 e 13h, horário de Brasília – e irá aguardar em uma sala o início de sua prova.

76. Qual a diferença entre as cores das provas do Enem?
O Enem é aplicado atualmente em quatro cores: rosa, amarelo, azul e branca. Não há diferença no conteúdo de uma prova para a outra. As questões de todos os cadernos são idênticas, o que existe é uma alteração na ordem das questões para dificultar a “cola” durante o exame. Os cadernos são distribuídos pela sala de forma que nenhum aluno fique perto de outro que tenha a mesma cor de prova que a sua para que não haja fraudes. Por isso é importante prestar atenção na hora de preencher o gabarito. Se você errar a cor de sua prova, o sistema irá corrigir as questões com base na ordem de outro caderno. 

77. Posso levar relógio para a prova do Enem?
Não, mesmo se for analógico. Se você levar um relógio, ele deverá ser recolhido pelo fiscal do exame e guardado em um porta-objetos.

78. Posso levar bolsa ou mochila na prova do Enem?
Sim, mas alguns fiscais de prova podem pedir para que as bolsas e mochilas sejam colocadas na parte da frente da sala de aula, distante do candidato. O que você não pode levar, de jeito nenhum, sob a pena de eliminação, são esses objetos: lápis, caneta de material não transparente, lapiseira, borrachas, livros, manuais, impressos, anotações e quaisquer dispositivos eletrônicos, como máquinas calculadoras, agendas eletrônicas ou similares, telefones celulares, smartphones, tablets, ipods, pen drives, mp3 ou similar, gravadores, relógios, alarmes de qualquer espécie ou qualquer receptor ou transmissor de dados e mensagens. 

Se você levar algum desses objetos, terá que depositá-los imediatamente em um porta-objetos oferecido pelo fiscal do exame. Para realizar as provas, é permitida apenas caneta preta esferográfica, feita de material transparente.

79. Posso usar boné durante a prova do Enem?
Não. O exame não permite o uso de óculos escuros e artigos de chapelaria, tais como: boné, chapéu, viseira e gorro durante a realização das provas.

80. Posso levar o caderno de provas do Enem?
Sim. Mas para ficar com o caderno você deverá permanecer na sala até os últimos 30 minutos de prova. Só então você poderá leva-lo com você para casa. 

81. Posso levar lápis e borracha para a prova do Enem?
Não. Se você levar algum desses objetos, terá que depositá-los imediatamente em um porta-objetos oferecido pelo fiscal do exame. Para realizar as provas, é permitida apenas caneta preta esferográfica, feita de material transparente.

82. Qual será o tema da redação do Enem 2012?
Não dá para o tema saber antes da prova. Mas você pode ver quais foram os temas que já caíram em outras redações e se basear neles para treinar seu texto. Nesta reportagem você terá dicas de como elaborar uma boa redação para o Enem. A prova sempre cobra do participante uma postura crítica frente a questões de cunho social.

 

83. Qual é a nota máxima e a mínima para o Enem?
Como o Enem usa a metodologia da TRI (Teoria de Resposta ao Item), não existe uma pontuação máxima e mínima que o candidato pode atingir - com exceção da redação, que não é corrigida por esse modelo e cuja nota varia de zero a 1.000. A partir das notas obtidas pelos participantes, o Inep constrói uma escala de notas máximas e mínimas que permite ao aluno comparar seu desempenho com o dos demais estudantes. Essas informações são divulgadas com os boletins individuais.

- Entenda como funciona a nota do Enem

84. Quando os gabaritos serão divulgados?
Os gabaritos das provas objetivas serão divulgados até o terceiro dia útil seguinte ao de realização das últimas provas

85. Onde encontro o gabarito do Enem?
Na página do Inep, no endereço eletrônico http://www.inep.gov.br/enem. Os resultados individuais do Enem 2012 somente serão disponibilizados no endereço eletrônico http://sistemasenem2.inep.gov.br/resultadosenem, em data a ser divulgada. Para acessar o resultado, o participante deverá informar o número de inscrição e senha ou CPF e senha.

86. Como faço para comparar minhas notas do Enem com a nota de corte do Sisu?
Esse tipo de comparação só é possível ser feita quando as inscrições para o Sisu estiverem no ar, o que geralmente acontece em janeiro e junho.

87. Qual a possibilidade de conseguir a média de pontos no Enem?
A única garantia de ter uma boa média no Enem é manter a consistência nas respostas da prova. Não são apenas os acertos que compõem a nota, mas também a coerência entre os acertos e os erros. Um aluno que acerte 20 questões fáceis e de dificuldade média, por exemplo, terá uma nota melhor do que aquele que acerte o mesmo número de questões, mas erre as fáceis e acerte as difíceis. Neste caso, o aluno terá seu desempenho interpretado como inconsistente, com questões acertadas ao acaso, no chute. 

88. Como usar a nota do Enem 2012 para obter a certificação do Ensino Médio?
No ato da inscrição, o participante deve indicar a instituição onde irá solicitar a certificação para fins de conclusão do ensino médio. As instituições que firmaram Acordo de Cooperação Técnica para esse fim estão listadas no Edital. A definição dos procedimentos para a certificação é responsabilidade das instituições certificadoras. 

89. Quando sai o resultado de conclusão de Ensino Médio oferecido pelo Enem?
O resultado de conclusão do Ensino Médio é emitido pela instituição de ensino que o estudante indicou no ato da inscrição e é a própria instituição que estipula o tempo de expedição do documento. 

90. Posso usar o Enem para complementar a nota de algum vestibular?
Sim. Confira a lista completa no site do GUIA DO ESTUDANTE

91. Quanto vale a redação do Enem?
A redação do Enem tem um valor que vai de 0 a 1.000 pontos. No resultado total do Enem, ela é a mais importante no cálculo da média final. 

92. Em que condições o participante não terá as provas corrigidas?
Isso pode acontecer se ele:

- deixar de indicar a cor do Caderno de Questões no Caderno de Respostas; 

- sair da sala sem o acompanhamento de um aplicador, ou ausentar-se em definitivo antes das duas horas de início do Exame; 

- não entregar ao aplicador o Cartão-Resposta e a Folha de Redação ao terminar as provas;

- não entregar ao aplicador o Caderno de Questões, caso deixe a prova em prazo anterior aos últimos 30 minutos para o término;

93. Os Cadernos de Questões serão considerados para efeito de correção das provas?
Não, os rascunhos e as marcações assinaladas nos Cadernos de Questões não serão considerados para fins de correção. 

94. Nas questões objetivas, como é feita correção do Cartão-Resposta?
O processamento do Cartão-Resposta é realizado por leitura óptica, para identificar a marcação de respostas das questões objetivas. Por isso, é imprescindível que o preenchimento tenha sido realizado com caneta esferográfica de tinta preta.

95. Como é corrigida a redação?
A redação é corrigida por dois especialistas, de forma independente, sem que um conheça a nota atribuída pelo outro. Cada corretor atribuirá uma nota entre 0 (zero) e 200 (duzentos) pontos para cada uma das cinco competências totalizando 1000 (mil) pontos. A nota final corresponde à média aritmética simples das notas atribuídas pelos dois corretores. Caso ocorra uma diferença de 200 pontos ou mais entre as duas notas totais (numa escala de 0 a 1000) ou se a diferença de suas notas em qualquer uma das competências for superior a oitenta (80) pontos (numa escala de 0 a 200), a redação passará por uma terceira correção. A nota atribuída pelo terceiro corretor substitui a nota dos demais corretores. Caso o terceiro corretor apresente discrepância com os outros dois corretores, haverá novo recurso de ofício e a redação será corrigida por uma banca composta por três corretores que atribuirá a nota final ao participante.

96. Em que casos poderá haver nota zero na redação?
Nos seguintes casos:

- quando o texto não atender a proposta solicitada ou possuir outra estrutura textual que não seja a do tipo dissertativo-argumentativo, o que configurará "Fuga ao tema/não atendimento ao tipo textual";

- quando inexistir texto escrito na Folha de Redação, ela será considerada "Em Branco";

- quando o texto apresentar até 7 (sete) linhas, qualquer que seja o conteúdo, que configurará "Texto insuficiente" - quando a redação contiver linhas com cópia dos textos motivadores apresentados no Caderno de Questões, serão desconsideradas para efeito de correção e de contagem do mínimo de linhas;

- caso o texto contenha impropérios, desenhos e outras formas propositais de anulação, quando a redação será considerada "Anulada". 

97. Há mecanismos diferenciados para a avaliação das provas escritas dos participantes surdos ou com deficiência auditiva?
Sim. Na correção das provas escritas desses participantes serão adotados mecanismos de avaliação coerentes com o aprendizado da língua portuguesa como segunda língua.

98. É verdade que, na prova do Enem, uma resposta errada anula uma certa?
Não. O que acontece é que não são apenas os acertos que compõem a nota, mas também a coerência entre os acertos e os erros. Um aluno que acerte 20 questões dificuldade média, por exemplo, terá uma nota melhor do que aquele que acerte o mesmo número de questões, mas erre as fáceis e acerte as difíceis.

99. Fiz o Enem há mais de um ano. A nota continua valendo?
O Instituto Nacional de Pesquisas e Estatísticas (Inep), responsável pelo Enem, mantem o registro dos resultados individuais de todos os participantes do Enem disponível para consulta eletrônica no mínimo por 2 (dois) anos, contados a partir da divulgação dos resultados. 

100. Preciso acertar quantas perguntas para passar no Enem?
Não existe um “passar no Enem”, porque a prova, em si, é apenas uma avaliação dos conhecimentos dos alunos que encerram o Ensino Médio. Tudo irá depender do uso que você fizer da nota. Se você quiser concorrer a uma vaga no Sistema de Seleção Unificada (Sisu) ou do Programa Universidade para Todos (ProUni), ambos do governo federal, deverá participar de uma seleção que acontece semestralmente. A nota do curso pretendido varia de acordo com a concorrência. Quanto mais estudantes estiverem concorrendo a uma vaga, maior será a nota de corte (a quantidade de acertos) necessária para passar. 

Tanto no Sisu, quanto no ProUni, uma vez por dia, os sistemas calculam a nota de corte (menor nota para ficar entre os potencialmente selecionados) para cada curso - com base no número de vagas disponíveis e nas notas dos candidatos inscritos naquele curso. Com isso, o estudante pode saber se a sua nota lhe permite obter a bolsa na faculdade que e, se não, alterar suas opções.

 

Acesso: guiadoestudante.abril.com.br